.
.

Receitas para Cozinhar Fácil

.

Pavlova de Festa


By colher-de-pau


Dezembro é o mês das festas. Das comemorações. Do natal, do meu aniversário e do final do ano. Há sempre motivo para fazer sobremesas, e experimentar receitas novas para as festividades.
De há uns anos para cá, a “rainha” das festas cá por casa tem sido sempre a Pavlova. Apesar de não ter sido “inventada” por nós – é uma guerra de quem a inventou entre Austrália e Nova Zelândia, em homenagem à bailarina Anna Pavlova (e onde o suspiro representa o tutu da fatiota da bailarina) – a pavlova é perfeita para a nossa gastronomia, principalmente em alturas de festas. A nós portugueses que gastamos gemas e mais gemas em pão de ló, leite creme, doce de ovos, arroz doce, aletria, fios de ovos, trouxas de ovos…… E ficamos sempre com as claras. Claro que podemos sempre fazer um Molotov, ou um bolo de claras, mas nada disso tem a imponência de uma Pavlova. É por isso que a acho sempre a rainha das festas, que faz sempre sucesso quando chega à mesa.
Por isso, depois do meu aniversário e do natal, é altura de preparar uma imponente pavlova para o final de ano.
E aqui fica ela, vestida de festa!

Ingredientes:

4 claras
220g de açúcar
2 colheres de chá de amido de milho (Maisena)
2 colheres de chá de vinagre de vinho branco

200ml de natas frescas
1 colher de sopa de açúcar em pó
300g de curd de limão*
frutos vermelhos q.b.
fios de ovos
folhas de hortelã q.b.

Preparação:

Ligue o forno r regule-o para 150ºC.
Bata as claras em castelo, mas não as deixe ficar demasiado duras. Acrescente depois o açúcar, aos poucos e poucos, batendo com a batedeira eléctrica entre cada adição de açúcar. As claras devem ficar completamente duras e muito brilhantes (Se não atingiu este ponto, nem vale a pena colocar a mistura no forno…)
Junte agora o amido de milho peneirado e o vinagre e mexa bem com uma vara de arames para envolver muito bem.
Forre um tabuleiro com papel vegetal e desenhe um circulo com 16cm de diâmetro. Coloque as claras dentro desse circulo e com a ajuda de uma espátula molde as claras de modo a ficarem dentro do circulo e direitinhas, como se de um bolo se tratasse.
Coloque a pavlova no forno e reduza-o para 120ºC. Deixe cozinhar a pavlova durante 1h20 e evite abrir muitas vezes a porta do forno. Ao fim desse tempo desligue o forno e deixe-a arrefecer completamente lá dentro antes de a retirar.
Bata as natas com o açúcar em pó até ficarem em chantilly e coloque sobre a pavlova arrefecida. Coloque depois o curd de limão e decore depois com morangos ou outros frutos vermelhos a gosto, os fios de ovos e as folhas de hortelã.
Sirva de imediato!

*Curd de Limão:

140g de açúcar amarelo
casca de 1 limão (apenas a parte amarela)
125ml de sumo de limão
60g de manteiga
2 colheres de sopa de leite
2 ovos
2 gemas

Preparação:

Misture bem os ovos, as gemas, o leite, o açúcar e a manteiga. Adicione a raspa e o sumo dos limões e cozinhe em lume médio, mexendo constantemente até engrossar.
Deixe arrefecer e guarde no frigorífico,

Use como uma compota, em panquecas, crepes, coberturas de bolos e cheesecake ou pavlova.

… Ver artigo completo no Blog




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>